terça-feira, julho 15, 2008

As horas

Cheguei à conclusão de que já não preciso de relógio de pulso para nada. Tenho relógio no telefone do emprego, no telemóvel, no computador e no carro e é para eles que olho quando quero saber as horas.

Descobri isto quando, ao fim de um dia inteiro, quis tirar o relógio do pulso e não consegui. Tinha o fecho ao contrário porque tinha assim que tinha sido colocado de manhã: ao contrário. E não tinha dado por nada.

6 Comments:

Blogger Pitucha said...

Pois é! Olha, tenho uma ideia: uma vez que não precisas deles para nada, o melhor mesmo era dá-los para arrajares espaço para coisas que te fazem mais falta.
(A que horas queres que passe para os ir buscar?)
;-)
Beijos

julho 15, 2008 4:54 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Horas? a estudar? Carlota, vá já de requitó para o gmail! quero saber essas novidades!

julho 15, 2008 5:11 da tarde  
Blogger Huckleberry Friend said...

Ai, as redundâncias do quotidiano... e aqueles blogues que têm um relógio. Sempre me perguntei qual é a ideia!?! Beijos!

julho 15, 2008 6:22 da tarde  
Blogger Ana said...

Completamente verdade.
E no entanto... não ter o relógio posto é como não ter vestido uma peça de roupa essencial.
Não é toleima. É hábito entranhado:)

Beijinho

julho 15, 2008 10:48 da tarde  
Blogger NoKas said...

Eu tiro sempre o relógio quando chego ou ao trabalho ou a casa... ultimamente nem o tenho posto sequer! Sabe bem não ter nada no pulso a controlar-me. O meu biológico funciona bem, até me acorda de manhã quando me esqueço do despertador! :p

julho 16, 2008 9:33 da manhã  
Blogger deep said...

Eu também tenho relógios em tudo quanto é lado, todos em minutos diferentes (o do carro 57 minutos atrasado!), mas se me esqueço do de pulso falta-me definitivamente alguma coisa!

Bom resto de semana! Bjs

julho 16, 2008 7:44 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home