quarta-feira, julho 02, 2008

Quem é este tipo?


A União a 27 é um desafio permanente à nossa memória: mas afinal quem é este?

Sexta-feira à tarde (20/06/2008), por ocasião da Cimeira Europeia, um grupo de jornalistas (franceses, eslovenos, alemães) encontrava-se na sala de imprensa do Conselho da UE. Um homem impecavelmente vestido respondia às perguntas de um deles. Ao seu lado, estava um gorila. Era, portanto, alguém importante. Perguntámos uns aos outros "Quem é este tipo? Conhece-lo? Não". Vejo ao meu lado um tipo a transpirar, com o casaco nos braços, e pergunto-lhe: "Conhece-o? É um primeiro-ministro?". O tipo responde-me, com um ar divertido "Sim. É um primeiro-ministro." E nós: "Ah sim? De que país?". "Da Estónia". E nós, fazendo fé no que nos tinha dito o tipo do casaco nos braços: "Incrível! Já não reconhecemos ninguém depois do alargamento!...". Nesse momento, uma rapariga sopra-me à orelha: "E quem acabou de lhe responder foi o ministro dos negócios estrangeiros da Estónia!". Momento de embaraço. Ela continua a explicar-me: "Como não temos muitos jornalistas, descemos sempre até aqui para o caso de a imprensa internacional estar interessada em encontrar-nos".

Excerto de um texto do jornalista Jean Quatremer, publicado aqui. Tradução livre: minha.


Na foto: Andrus Ansip, primeiro-ministro da Estónia.

7 Comments:

Blogger Periférico said...

Delicioso! Não sei se serão só os PM's dos novos estados-membros, eu acho que não reconheceria o primeiro-ministro do Luxemburgo, por exemplo!;-)

Beijos

julho 02, 2008 10:48 da manhã  
Blogger Laura Lara said...

Que "história" delirante! Adorei.
Beijos

julho 02, 2008 12:02 da tarde  
Blogger Pitucha said...

Carla
Desculpa responder ao Periférico aqui, mas tem que ser:

Não reconhecer o PM do Luxemburgo? A voz da consciência da Europa? Isso é imperdoável...
;-)
Beijos

julho 02, 2008 12:06 da tarde  
Blogger João C. Santos said...

O que tiver que correr mal, vai mesmo correr mal, já diz a tal teoria...

A pessoa perfeita para fazer a pergunta perfeita...

Já agora também não iria reconhecer o PM do Luxemburgo, já fico já a saber que isso é imperdoável...

Um beijo

julho 02, 2008 1:26 da tarde  
Blogger Carlota said...

Eu, Periférico, tirando o português, o espanhol, o britânico, o belga, a alemã (chanceler) e o italiano, não reconheceria nenhum! Ah, vi no outro dia o irlandês, por isso era capaz de o reconhecer se o voltasse a ver.

Também eu, Laura. Daí ter-me dado ao trabalho de a traduzir. :)

Desculpo, Pitucha. Escusavas era de me ter chamado Carla! :)

É verdade, João.
Quanto à imperdoabilidade, era só a Pitucha a meter-se com o Periférico... :)

Beijolas a todos.

julho 02, 2008 2:53 da tarde  
Blogger Pitucha said...

Oh meu Deus! Isto de Lotes e Gerações (Rascas ou não) baralham-me o espírito!
Desculpa Carlotinha!

julho 02, 2008 3:09 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Olha ... eu estou como a Carlota! ... mas reconheceria ainda menos PMs!

julho 02, 2008 7:37 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home