quinta-feira, novembro 27, 2008

Gosto da Manuela. E depois?


Gosto da Manuela Ferreira Leite. Tive oportunidade de a conhecer há uns anos, quando trabalhei no Parlamento Europeu e, desde então, simpatizo com ela. Era uma senhora simpática, educada e sorridente. E acredito que continue a sê-lo na sua esfera privada.

Não acredito é que, por um segundo, esta senhora tenha ambicionado ocupar o lugar que hoje ocupa no PSD. Em vez disso, tenho a certeza de que se viu forçada a ocupá-lo, por piedade ou por politiquice. Mas admiro-a objectivamente pela coragem de ter aceitado o desafio e de ter trocado a sua pacata vida pela de líder do PSD, pela excessiva exposição pública e pela sujeição ao mais variado tipo de comentários, críticas e até ofensas.

Independentemente de não perceber nada de política e de querer a maior distância de todos esses assuntos que mantêm dois terços da blogosfera entretida, prefiro o discurso cru da Manuela Ferreira Leite às exposições floreadas de Sócrates; gosto mais da sincera ausência de sorriso nela do que do sorriso plastificado dele; e agrada-me mais o look antiquado da líder do PSD do que os fatos modernos e corte-de-cabelo estilizado do primeiro-ministro. Por um só motivo: aprecio a genuinidade.

Por isso apreciei o que disse Manuela Ferreira Leite acerca do casamento, generalizando que ele tem por objectivo a procriação, acerca das grandes obras públicas, sublinhando que servem para aumentar as taxas de emprego em Cabo Verde e na Ucrânia e, finalmente, acerca de suspender a democracia durante seis meses para pôr tudo na ordem. Tenho a certeza de que muitos políticos pensam exactamente o mesmo. Esquerda incluída.

9 Comments:

Blogger pensamentosametro said...

Totalmente de acordo. Pena que este país esteja como sempre virado apra o nacionaltachismo e não para a competência técnica e rectidão de carácter.

Bjos

Tita

novembro 27, 2008 11:25 da manhã  
Blogger Pitucha said...

Tem todo o ar de ser boa senhora mas ... tem pouco jeito para aquilo.
Enfim, haverá piores, decerto.
Beijos

novembro 27, 2008 11:52 da manhã  
Blogger jg said...

Estou plenamente de acordo com a tua opinião e linha de pensamento, sobre a senhora.
No entanto, há dias, numa daquelas entrevistas ocasionais, quando a questionaram se ela/o PSD tinha alternativas e soluções para a nossa incontornável calamidade económica, vi e ouvi-a responder que sim, que efectivamente tinham soluções para resolver o grosso dos problemas mas que não as davam pois tinham a certeza que o governo as iria adoptar como sendo suas.
Meu Deus... eu nem queria acreditar. Mas foi assim. A crú e à pedrada que ela se saiu com este disparate.
Pode?!
É claro que não. Isto não se diz, nem se pensa, bailhamedeus...

Obviamente que, ao contrário do PM, a senhora sabe vestir e estar.

Refira-se que sou simpatizante do PSD e nem vou à bola com Pêésses nem mt menos com o Fócrates!!

novembro 27, 2008 11:59 da manhã  
Blogger Carlota said...

Esse é um dos maiores problemas de Portugal, Tita. A ausência de espírito de serviço público para satisfação do bem comum.

Se o dizes, Pitucha...

Pois eu não concordo contigo, JG. Eu teria respondido da mesma maneira. E, provavelmente, até teria acescentado um manguito no fim.

Xi-cos aos três.

novembro 27, 2008 12:09 da tarde  
Blogger Teófilo M. said...

Pois é Carlota, gostos não se discutem, mas a democracia exige de todos exactamente o mesmo.

Governar quando vencem nas urnas, fiscalizar e criticar construtivamente quando se está na oposição.

Nunca gostei da Manuela devido ao autoritarismo do seu porte, do mesmo modo que não gosto do Sócrates quando ele faz o mesmo, como de alguém que me responde simplesmente com um porque sim quando faço uma qualquer observação séria.

Talvez a senhora esteja a passar um mau bocado e a sacrificar-se pelo seu PSD, mas cá bem no fundo, desconfio que o PSD dela será bem diferente do PSD dos reais sociais-democratas que se distribuem entre os actuais PSD e PS.

Mas isso... é apenas a minha humilde opinião.

Xis políticos.

novembro 27, 2008 1:35 da tarde  
Blogger calamity jane said...

E eu concordo com o Teófilo excepto no 4º parágrafo. Acho que os reais sociais-democratos estarão em muitos sítios, excepto naqueles referidos.

Mas isto, claro, é apenas a minha modesta opinião ;-)

novembro 27, 2008 2:25 da tarde  
Blogger Ana said...

Gostei muito do desassombro deste post.
Hoje em dia, para se estar à frente dum governo é preciso ser-se relativamente jovem, fazer muitas promessas e passar uma "boa" imagem na televisão.
Vê lá as hipóteses da Dra ferreira Leite...

Beijinho

novembro 28, 2008 7:27 da tarde  
Blogger Carlota said...

Pois é, Teófilo, quanto à Manuela, não estamos de acordo. Parece-me um facto saudável.

Eu sobre essa questão em particular, CJ, não posso pronunciar-me.

Obrigada, Ana. Essas palavras, vindas de ti, sabem-me lindamente.

Xi-cos aos três.

novembro 28, 2008 9:57 da tarde  
Blogger Andreia do Flautim said...

Eu concordo contigo!

dezembro 05, 2008 5:24 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home