quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Décadas de engano


Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa da Texto Editores, esparguete é a forma vulgar e incorrecta de espaguete.

Felizmente, o sabor é o mesmo.

Etiquetas:

12 Comments:

Blogger Espumante said...

Tu queres-me ver que o esparregado se diz espaguegado e andamos todos no engano tamém. já agora é tamém ou tãobem? Hummm estás muito irudita...erodita (não, esta vem de Eros...)...urdita... olha, beijolas e xicos e boas pesquisas... pesquizas... pois!

fevereiro 05, 2009 9:46 da manhã  
Blogger Carlota said...

Tenho a certeza de que há quem diga espaguegado na zona de Setúbal, Espumante.
Pronto, da próxima vez que tropeçar num dicionário, prometo que não o abro.
Xi-cos.

fevereiro 05, 2009 10:02 da manhã  
Blogger Miss Spring said...

claro, vem do italiano 'spaghetti' (onde não existe R nenhum) e que por sua vem resulta do plural do diminuitivo do latim 'spago', cordel ou corda. Nunca percebi porque é que em Portugal se diz com um R no meio, deve ter a ver com sonoridades mais ou menos familiares que depois criaram vícios de linguagem que entraram na norma... Enfim, eu prefiro 'spaghetti' ao 'esparguete' (que me soa logo a massa demasiado cozida a acompanhar carne!) :)

fevereiro 05, 2009 10:30 da manhã  
Blogger Carlota said...

Também eu não sou nada apreciadora de massas demasiado cozidas, Miss Spring. Blhéc!
O problema está na maioria dos pacotes das massas vendidas em Portugal, que não têm indicado o tempo de cozedura. Incompetentes!

fevereiro 05, 2009 10:57 da manhã  
Blogger anamoris said...

Eu gosto de massa de todos os feitios. Se é com r ou sem, para mim o que interessa é estar "al dente", não gosto de massa feita em papa.
Beijos

fevereiro 05, 2009 12:53 da tarde  
Blogger Espumante said...

Deixo aqui uma chapelada à sensibilidade da Spring que definiu com mestria a associação da sonoridade do esparguete à "carne assada com massa". Nada o definiria melhor, nem ninguém como os portugueses adequariam o termo ou criariam tal vício de linguagem. Chapeau... e já agora, tenho más recordações de miúdo da carne assada com esparguete. E, já agora II, também digo spaguetti, mesmo em Portugal.

fevereiro 05, 2009 1:00 da tarde  
Blogger jg said...

Caguelota, essa de se poder dizer "espaguegado" na zona de Setúbal deu-me para andar a manhã inteira a rir-me!!!
E para recordar o ex bloguista Marreco, dos aviões!

fevereiro 05, 2009 1:17 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Se pensarmos na palavra original (spaghetti) faz sentido. Mas também passei a minha infância e adolescência a dizer esparguete. Com r, pois claro! :))

fevereiro 05, 2009 2:45 da tarde  
Blogger Músico Guerreiro aka Melões said...

Pois a entrada do dicionario da Porto Editora e esparguete e nao espaguete. E pelos vistos vem do italiano "spaghetti", que por sua vez vem do latim "spago" em portugues "espargo". Assim sendo o "r" faz todo o sentido.
Bem, nao sou grande fa desta massa, nao e muito pratica, prefiro outras formas.
Beijos

fevereiro 05, 2009 5:36 da tarde  
Blogger deep said...

Também eu andei enganada até há uns dias atrás, em que deparei com a palavra e me vi obrigada a consultar o dicionário.

Talvez um dia o erro suplante a forma certa, como "diospiro" acabou por fazer esquecer, inclusive a linguistas, a forma correcta "dióspiro".

fevereiro 05, 2009 11:05 da tarde  
Blogger Cris Caetano said...

Não imaginava ser errado, achava que era apenas diferente de como falamos no Brasil, ou seja, espaguete que é muito mais conhecido em terras brasileiras como ¨macarrão¨... e concordo contigo: ainda bem que o sabor não muda.

E já agora, aqui não há diospiros nem dióspiros, há caquis (lê-se cáquis), e o sabor? Igualzinho. :)

Beijinhos

fevereiro 07, 2009 12:55 da manhã  
Blogger Laidita said...

Já tinha lido algures, mas não me convence!

fevereiro 07, 2009 10:57 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home