segunda-feira, dezembro 12, 2005

Missão (im)possível


Pois é. Consegui!
Consegui ir a Lille, voltar com uma prenda de Natal comprada e, mais importante do que isso, trazer o meu carro de volta. É que das quatro vezes que já fui a Lille, numa tive de voltar no TGV porque me roubaram o carro (que nunca mais apareceu).
Lá fomos no sábado de manhã, por uma das três auto-estradas que ligam Bruxelas a Lille*.
A cidade estava apinhada de gente. Havia tantas pessoas por metro quadrado quantas há nas noites dos sábados de Agosto na marina de Vilamoura em frente ao China.
No mercado de Natal, o aperto era tal que tive de levar o Migas ao colo para que não fosse esmagado. Ele lá ia berrando aos outros transeuntes "Sai da fente!", mas se eu não tivesse visto uma abertura entre duas barracas, por onde nos escapulimos, acho que ainda hoje lá estávamos...
O balanço da incursão por terras de França foi, ainda assim, positivo (como já disse, consegui comprar UMA prenda!), mas agradeço às almas caridosas que tiverem melhor memória do que eu para me lembrarem de para o ano, por esta altura, rumar antes a oriente. Antecipadamente grata.
*Na década de 70, a Bélgica era um dos países mais ricos do mundo. Nessa altura, construiram-se muitas auto-estradas. Algumas não vão dar a lugar algum...

15 Comments:

Blogger Armando S. Sousa said...

Segundo dizem os belgas, e se não dizem eu atribuo a frase aos belgas, de França não vêm, nem bom vento nem bom casamento.
Um abraço.

dezembro 13, 2005 12:02 da manhã  
Blogger Pitucha said...

Uma prenda? E já levas um avanço de 100% relativamente a mim!
(Adorei as das auto-estradas).
Beijos

dezembro 13, 2005 12:27 da manhã  
Blogger Formiga Rabiga said...

Oriente! Está bem, eu lembro-te. Até pode ser que te cruzes com os Reis Magos : )

dezembro 13, 2005 1:42 da manhã  
Blogger Ana said...

então agora com mais uma compra, já só faltam...
Tá quase, vais conseguir!!
Beijinhos

dezembro 13, 2005 9:53 da manhã  
Blogger JVC said...

Que stress! que loucura! e o saldo é um presente?.. dava-me uma coisa má... boa sorte para os que faltam!

dezembro 13, 2005 10:54 da manhã  
Blogger Pata said...

Mais vale um presente na mão...
E para oriente é sempre atrás da estrela, sempre atrás...

dezembro 13, 2005 11:24 da manhã  
Blogger Carlota said...

Armando: Tenho a impressão que todos os países que têm fronteiras com outros países devem dizer sempre isso dos vizinhos
;)

Pitucha: Não me faças calcular percentagens... Queres que me baralhe?
;)

Formiga: Se me cruzar com os reis magos para o ano, saco-lhes logo as prendas e o assunto fica arrumado!

Ana: Sim, hei-de conseguir chegar à véspera de Natal com as prendas todas. E tu também, espero!

JVC: O saldo é positivo porque se trata de uma prenda para uma pessoa importante (para quem é sempre difícil de inventar qualquer coisa)

Para: obrigada pelas coordandas!

Beijolas a todos

dezembro 13, 2005 3:46 da tarde  
Blogger MCM said...

Encontrar e comprar uma prenda dificil é ua sorte. Eu ainda tenho todas por comprar as dificeís e as fáceis, as caras e as baratas... Todas.

dezembro 13, 2005 3:49 da tarde  
Blogger O Chefe said...

Sempre a resmungar que nunca comentei no teu blog, mas só estava à espera de uma ocasião solene. Parabéns à Linda e obrigado por me manteres mimado, limpinho, alimentado e com botões nas camisas nos últimos oito anos. Que contemos muitos mais. Beijos

dezembro 13, 2005 5:44 da tarde  
Blogger João Ferreira Dias said...

cara amiga peço-lhe que permita comentários sem ser como blogger registado de modo a que a nossa password não fique na rede---
veja o convento....

bjs.

dezembro 13, 2005 6:07 da tarde  
Blogger João Ferreira Dias said...

é verdade....feito notável esse.

dezembro 13, 2005 6:08 da tarde  
Blogger NoKas said...

as autoestradas e as outras estradas! nunca sei q estrada é q se deve tomar, temos q ir para a autoestrada para sair e voltar a entrar na cidade! graças a deus eu ando aqui dentro de transportes e a pé! e mesmo assim perco-me frequentes vezes! :)

dezembro 13, 2005 7:03 da tarde  
Blogger Carla Motah said...

Pronto, mas , pelo menos, não voltaste de mãos a abanar!
Beijinhos

dezembro 13, 2005 7:21 da tarde  
Blogger Periférico said...

Fascina-me essa ideia de auto-estradas que não vão dar a lugar algum. É um bom ponto de partida para uma história: "No país em que as auto-estradas não vão dar a lado algum..." ;-)

Beijos

dezembro 13, 2005 7:53 da tarde  
Blogger Carlota said...

MCM: É isso mesmo! Daí o meu contentamento e balanço positivo.

Chefe: Que emoção!... O teu primeiro comentário escrito. Espero que não fiques à espera de mais um aniversário para cá voltar. Um ganda CHUAC!!! Adoro-te!

Guardião: Achas que é imprescindível? Se for para te ter cá no Lote, fá-lo-ei...

Nokas: Acho que vou pôr um mapa ao pé do pacote de manteiga
;)

Carla: Pois não. Trouxe uma malita da Lancel (é a prenda). Haqui em Bruxelas também deve haver à venda, mas assim ao menos fomos mudar de ares...

Periférico: Fascina-te?... OK, então vou procurar mais informação e talvez faça um post mais específico sobre esse assunto.

Beijolas a todos!

dezembro 13, 2005 9:57 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home