segunda-feira, dezembro 05, 2005

Eyes on the road, hands on the wheel, music in the ears

Após vários meses a sintonizar as rádios belgas no meu carro, consegui hoje voltar a encher a caixa dos cêdês. Lá vou esquecer-me de todas as palavras que aprendi em flamengo - é que as rádios francófonas são uma verdadeira seca e recuso-me a ouvi-las -, e vou passar a ouvir só a música de que gosto.
Contrariamente ao que o meu companheiro de camarata costuma dizer, não me limitei a trocar a ordem dos discos (ele acha que no meu carro se ouvem sempre as mesmas músicas... pff!). Daqui a dois ou três meses, quando finalmente me lembrar de mudar os discos e efectivamente o fizer (sendo que entre as duas acções podem passar-se mais de trinta dias), vão ver como sou objecto de injustas acusações.
Os discos que escolhi foram o último do Robbie Williams, dois com os hits do Jimmy Summerville, Bronski Beat e The Communards, o primero dos Coldplay (Parachuts), dois com as músicas dos Brit Awards 2005, um da Débora Blando, um duplo dos Dêpeche-Mode ao vivo (101), o Californication dos Red Hot Chilli Peppers, dois da Gal Costa (antologia 1973-1991) e o Noites Passadas do Sérgio Godinho. Foi uma escolha baseada na diversidade e infuenciada, no seu essencial, pelo facto de termos posto a árvore de Natal em frente às torres dos discos, o que dificulta substancialmente o acesso aos mesmos (é um critério como outro qualquer, não?).

12 Comments:

Blogger Eremita Baptista said...

para quem está fora nada como ouvir ou reouvir os trovante...eternos

dezembro 06, 2005 12:08 da manhã  
Blogger Pitucha said...

É a vantagem de se ter no carro um CD de meter um disco decada vez, ali mesmo em cima do rádio! Quando tive carregador também andei varios mese a ouvir a mesma coisa!

dezembro 06, 2005 8:23 da manhã  
Blogger Ana said...

Então e o Migas não tem direito a ouvir um CD para a idade dele??
Eu tenho uns infantis no meu carro e com esses o Manel adormece ainda mais depressa!!!
Beijinhos

dezembro 06, 2005 9:56 da manhã  
Blogger Carlota said...

Eremita Baptista: Sim, os Trovante... Tenho aquele disco ao vivo no Campo Pequeno em 1988. Eu estava lá... Que saudade!

Pitucha: Pois sim é um outro sistema. O que eu queria agora era mais um rádio p'ró carro com leitor de mp3. Assim sim! Só precisava de trocar os cds uma vez por ano.

Ana: Na, na, na, na, na. O Migas já tem demasiados direitos nessas matérias de equipamentos de som e imagem. Monopoliza a televisão quase duas horas por dia e também já quer estar no computador a escrever os seus "émes" e a ver o Chicken Little e afins. A minha paciência tem limites e tenho a impressão de que os ultrapassava rapidamente se tivesse de ir a guiar ao som da "Joana come a Papa";)

Beijolas aos três!

dezembro 06, 2005 10:11 da manhã  
Blogger JVC said...

estou muito mal nessa matéria de musica. vocês falam em Mp3, acesso directo com o cd, ou carregador.. que sorte!! eu ainda me mantenho fiel à cassete, que já não se vende em lado nenhum, nem há aparelhagem compativel, e os postos de rádio escasseiam aqui perto do Guadiana... acho que vou pedir ao Pai Natal um rádio!!

dezembro 06, 2005 10:42 da manhã  
Blogger Armando S. Sousa said...

E que boas escolhas.Gosto muito de Red Hot Chilli Peppers e dos Communards. Quanto aos Coldplay além de ser o grupo actual que mais gosto, este disco tem uma das músicas que mais gosto "yellow".
A música luso brasileira também está bem representada.
Também gostei de "anjos e demónios" de D. Brown.
Um abraço.
PS. reparei que linkaste a minha Fábrica.Obrigado.

dezembro 06, 2005 11:26 da manhã  
Blogger Pata said...

Tenho uma história identica. Tive durante 4 anos um carro com cd no porta-bagagem. Claro que mudei mais ou menos 3 vezes os cd's. Já não se aguentava!!! Cada vez que ligava a aparelhafem tinha direito a um berro estridente do "Pavaroti and friends".
Agora tenho daqueles tipo-1-cd-colocado-directamente e é muito melhor.

dezembro 06, 2005 11:34 da manhã  
Blogger NoKas said...

eu tenho tantas saudades da minha estaçao de radio preferida (RADAR). Já tentei ouvir a antena 3 pela internet, a best rock FM, mas para isso oiço as radios quer flamengas, quer francófonas. A mim soam basicamente ao mesmo (BUM BUM BUM BUM ou pimba pimba pop-americano). A Klara é boa, mas às vezes cansa... CDs e MP3 são sempre uma solução de ouro para fazer uma pausa musical de qualidade, escapando-nos do BUMBUMBUM.

dezembro 06, 2005 12:03 da tarde  
Blogger t-shelf said...

Pois eu sou como a Nokas -a Radar é a minha terapia sonora matinal para fugir ao sono. Como a viagem é curta até ao local de trabalho ainda não me aventurei a comprar um outro auto-rádio- o meu tem só leitor de cassettes nada dessas modernices de cds e mp3.

dezembro 06, 2005 12:13 da tarde  
Blogger Carlota said...

JVC: É só mais umas semanitas de blogs e actualizas-te num instante. Está prometido que iremos abordar todas as novas tecnologias.

Armando: Pois um dos propósitos deste post foi verificar se os meus gostos musicais eram também partilhados pelos meus vizinhos. Mas só tu é que te pronunciaste sobre esse aspecto.

Pata: Eu tenho a impressão de que se tivesse um desses cds o meu carro ia parecer uma discoteca ambulante, com caixas de cds por todos os lados...

Nokas: Experimenta ouvir a 4FM. Não é má. Eu na Internet ouvi durante uns tempos a RFM, mas ficava maluca ao fim do dia porque eles estão sempre a repetir as músicas.

T-Shelf: Eu não conheço essa Radar. Mas vou procurar informar-me. Qual é a frequência?

Beijolas a todos!!!

dezembro 06, 2005 4:20 da tarde  
Blogger Periférico said...

Todos os critérios valem desde que o objectivo seja o nosso próprio prazer auditivo! ;)

Beijos e boas audições!;)

dezembro 06, 2005 4:49 da tarde  
Blogger BEG said...

Adorei as escolhas musicais.
Ja que estas numa de novas tecnologias e novos desafios, nao queres fazer uma radio com as tuas escolhas musiscais?
Aqui fica o desafio ;0)

Assino por baixo no que diz respeito as radios belgas. Nao ha paciencia.

dezembro 06, 2005 8:59 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home