sexta-feira, abril 28, 2006

O Mundo do Toalhete


Às vezes há coincidências que vêm mesmo a calhar.
Estava eu hoje a precisar de ajuda para escrever qualquer coisita, quando me apercebi de que o Espumante tinha lançado um S.O.S. à vizinhança relativamente a um assunto que, por outra coincidência, me tem acompanhado durante todo este mês de Abril: a ausência da empregada doméstica.
E não é que, por mais uma coincidência, eu até já tinha pensado em escrever sobre o assunto, apesar de entretanto de tal me ter esquecido?... Ele há coisas!!!
Eu compreendo a gravidade da situação do Espumante. Para quem está habituado a ter alguém que faça o trabalho pesado da manutenção de uma casa - limpar o pó, aspirar, lavar casas-de-banho e passar a ferro - a ideia da ausência da empregada é verdadeiramente assustadora. Não porque não sejamos capazes de tratar do assunto, mas porque temos mais coisas para fazer, - e neste caso qualquer coisa será mais interessante -, e porque ninguém tem pachorra de fazer horas extraordinárias não remuneradas de trabalho doméstico depois de uma cansativa semana de trabalho.
Mas depois de tal desgraça nos bater à porta, é preciso não desmoralizar. Há poucas coisas na vida que não têm solução e a ausência da empregada não é felizmente uma delas!
Uma das possíveis soluções, passará sempre por contratar uma substituta. Mas creio que isto o meu vizinho já sabe. A outra será, inevitavelmente, arregaçar as mangas e encarar a possibilidade do do-it-yourself. Foi isto que fiz.
A aventura permitiu-me uma incursão no Mundo do Toalhete. Os primórdios do século XXI bafejaram o(a) dono(a)-de-casa moderno(a) com uma panóplia de toalhetes que são uma preciosa ajuda nas lidas domésticas. Descobri que há toalhetes para tudo e mais alguma coisa: para os vidros das janelas, para as louças da casa-de-banho, para o chão em madeira, para o chão em pedra, para as placas de vitro-cerâmica, para o pó dos móveis e, inclusivamente, para as superfícies modernas! Fui ao ponto de até desencantar num super-mercado, por acaso em Lisboa, uns toalhetes para limpar frigoríficos e micro-ondas com um encantador cheiro a Coca-Cola. Tem é sido complicado resistir a dar-lhes uma trincadela.
A aventura no Mundo do Toalhete terá contudo de ser breve. Por um lado, o preço de cada pacote não é propriamente de saldos. Por outro, e por muito que nas instruções venha escrito que os toalhetes são nao-sei-quantos-por-cento biodegradáveis, a sua utilização contribui para o aumento da poluição do planeta. E eu gosto sempre de ser um bocadinho bio em tudo o que faço.
Infelizmente, não há no mercado toalhetes que ajudem a passar a ferro... Por isso, para que a resposta ao pedido de ajuda seja completo, só me ocorre sugerir a compra da máquina cuja fotografia acompanha este texto.
Trata-se da Wash, Dry, Iron, um aparelho revolucionário que lava, seca e engoma todas as roupas. É só um investimentozito de cerca de € 1200, mas tenho a certeza de que é rentável a muito longo prazo.

14 Comments:

Blogger Ana said...

De facto, a empregada doméstica é um bem precioso que tanto devemos estimar!!
Já tinha reparado que, de facto, há toalhetes para tudo e mais alguma coisa! No entanto, penso que só muda a embalagem porque o que lá está empregnado no dito toalhete é sempre a mesma substância!!
Beijinhos e bom fim de semana

abril 28, 2006 5:21 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Já tinha visto essa maravilha tecnológica na revista T3!!
Fiquei irremediavelmente rendida! (é que eu, como sabes, sou uma dona-de-casa exímia ...)

... lá no T1 não tenho onde enfiar a máquina-deusa, senão dava os EUR 1200 de bom grado!

:))

abril 28, 2006 5:41 da tarde  
Blogger espumante said...

As mulheres são uma coisa extraordinária. Talvez a maior invenção de sempre depois do controle de tracção dos carros de F1:)) É que têm resposta e solução para tudo. Meu Deus, porque me fizeste tão falho de recursos? Não haveria eu de estar aterrado com a iminente perda, mesmo que temporária, da pessoa que me trata de assunos tão transcendentes como passar uma camisa!...
De qualquer maneira, uma grande beijola para ti

NOTA: A Julia diz pensar muito minha problema (disse isto a rir...) e já arranjar amigo (amigo é amiga) para traballhar um mês- Assunto resolvido. :)))) Ufff tava a ver que tinha de casar outra vez. E depois de mais esta tirada sexista, machista e marialva, vou-me, não sem te agradecer a dica , mas olha que também te dei material para um post!

abril 28, 2006 5:58 da tarde  
Blogger papoilasaltitante said...

Ahhhhh finalmente alguém me apresenta uma solução fantástica, para o meu maior trauma enquanto dona de casa: a roupa!!
1200€ algo puxadote...mas a reflectir se não vale o investimento!
Quanto às E. E. ..quando a minha se balda sou como tu... toca a arregaçar as manguinhas... e mãos à obra!!!
Bjs

abril 28, 2006 6:15 da tarde  
Blogger Carlota said...

Então tu, Ana, és como o Chefe, que sempre que me vê a hesitar na compra de um champô, me diz: Porque é que não esolhes um qualquer? Isso vem tudo de um grande bidon em que está escrito "champô"!... :)

Eu também a vi na T3, Sinapse. Está-se mesmo a ver que ambas viajámos todos na TAP este mês... :)

Espumante, tu trata bem a Julia! Não é todos os dias que se tropeça numa mulher nos dá uma indolor alternativa a um casamento! :D

Pronto, Papoila, já tens por que almejar a seguir ao Qtek! :)

Beijolas a todos.

abril 28, 2006 6:56 da tarde  
Blogger Um outro olhar said...

dava jeito uma dessas!

:)

abril 28, 2006 9:42 da tarde  
Blogger Folha de Chá said...

Eu quero!!! E um robot para o ligar e desligar. :) :) :)

abril 28, 2006 9:53 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Carlota ... I actually buy T3! ... ;)))

abril 28, 2006 10:23 da tarde  
Blogger Pitucha said...

Vocês nem sabem o prazer que é não ter que me preocupar com estas coisas! Nem sei o que é a T3 (presumo que seja uma revista!).
Quanto ao resto, aplicação total e sem excepções da lei do menor esforço.
Nem sabem as artimanhas que um espírito acoçado inventa!
E agora, depois de um cineminha e de um jantar, vou ler. Pode ser que a noite, essa boa conselheira, me dê umas ideias para resolver o problema das férias da mulher a dias. Se não der...logo se vê!
Beijos

abril 28, 2006 11:42 da tarde  
Blogger JPF said...

É preciso acreditar que o mundo não tem apenas "commodities" e que as marcas vão evoluindo em diferenciação criando coisas mais adaptadas às nossas necessidades. Apenas é preciso estar atento ao que existe nas prateleiras dos supermercados...

abril 29, 2006 12:01 da manhã  
Blogger O Restaurador said...

1200€? Hum... Tenho que começar a poupar pois inexplicavelmente a minha roupa saia da máquina encolhida ou de outra cor... Ainda dizem que matemática é dificil!... Chiça!!!

Bjs!

abril 29, 2006 3:07 da manhã  
Blogger espumante said...

Não sei se deva sentir-me gozado, se acossado pelo sentimento geral de comiseração que pareço ter gerado nas tuas comentadoras (muitas, como de costume) sobre as minhas incapacidades em assuntos tão comesinhos como passar uma camisa a ferro! :)))
Se eu fosse sexista, remetia as tuas comentadoras (nem todas, como é evidente) para o meu post sobre a mudança de uma roda furada. Contrariamente ao que se pensa, mudar uma roda não requer força bruta mas apenas discernimento ao nível de temas, como direi, que estão para os homens como engomar aquela cena do ombro de uma camisa (sim porque passar a parte da frente, onde estão os botões, não tem ciência nenhuma) está para as mulheres.
Beijolas e fim de semana comprido :)

abril 29, 2006 11:00 da manhã  
Blogger Pitucha said...

Só para dizer que a noite não me resolveu o problema!
Portanto, depois de uma rápida passagem pelo papel de dona de casa vou agora desempenhar o meu papel de burguesa bem instalada na vida e vou para as lojas...
Só para que se saiba, já desempenhei o meu papel de jovem desportista assim como o meu papel de estar where you should be to be seen, quem é como quem diz Table du Pain.
;-)

abril 29, 2006 3:03 da tarde  
Blogger Madalena said...

Para mim esta é uma novidade em primeira mão!!!! Já ouvi muita coisa sobre a máquina da comida, mas esta... é nova é!!!!! Eu cá acho tenho-me virado sem mulher a dias! Estou uma super dona de casa, daquelas que anda no emprego a pensar no almoço e no jantar da familória, mais o filho que vem às sopas da mãe, mais a namorada do filho que convém cativar muito muito... Para as limpezas "House Maid". Para a roupa: myself! beijinhos!!!!!

abril 30, 2006 10:20 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home